A diferença entre recuperação de desastres e backups: Por que você precisa dos dois

A diferença entre recuperação de desastres e backups: Por que você precisa dos dois

Vamos começar com algumas definições:

Recuperação de desastres (DR): um modelo estratégico de planejamento de segurança que busca proteger uma empresa dos efeitos de desastres naturais, problemas de hardware ou induzidos por humanos, como um tornado ou ataque cibernético. Um plano de recuperação de desastres visa manter funções críticas antes, durante e após um evento de desastre, causando assim uma interrupção mínima na continuidade dos negócios.

Backup: a cópia de dados em um formato secundário (ou seja, arquivo morto), que pode ser usado para restaurar o arquivo original no caso de um evento de desastre.

Como podemos ver, eles não são sinônimos. E você não pode ignorar nenhum dos dois. A recuperação de desastres e os backups de dados andam de mãos dadas para dar suporte à continuidade dos negócios. No entanto, reconhecer a diferença entre recuperação de desastres e backups é essencial para a construção de uma estratégia de negócios de forma resiliente.

Então, qual é a diferença?

Os backups são cópias de arquivos essenciais que permitem uma restauração completa. Embora isso possa parecer simples, e seja teoricamente, o processo real pode ser bastante complicado. Primeiro, existem diferentes maneiras de gerenciar backups. De fato, 49% das empresas utilizam várias soluções de backup ao mesmo tempo.

Quais são esses tipos diferentes de soluções de backup?

  • Full Backup
  • Incremental Backup
  • Differential Backup
  • Mirror Backup
  • Local Backup
  • Offsite Backup
  • Online Backup
  • Remote Backup
  • Cloud Backup

Nossa!! Apesar de inicialmente impressionante, o uso de vários tipos de backups pode ser extremamente valioso. Apenas certifique-se de saber onde cada aplicação está sendo armazenada e se cumpre com os requisitos de negócio da empresa.

Além dos diferentes tipos de backups, o processo pelo qual esses backups são criados pode variar. Com o advento da virtualização, agora significa que os backups tradicionais em fita estão sendo substituídos por replicação de vms, restaurações instantâneas e live migration. O recurso de backup com restaurações instantâneas protege os dados e permitem restaurações rápidas. As ferramentas de replicação, automatizam uma solução de backup em várias nuvens com integrações com Azure e AWS, por exemplo, com mobilidade. Toda solução de backup é medida em seus objetivos de ponto de recuperação (RPOs) e objetivos de tempo de recuperação (RTOs).

No final, porém, uma solução de backup só é útil se você entender a estratégia por trás dela. É aí que entra a recuperação de desastres.

A diferença entre recuperação de desastres e backups se resume a amplitude. Os backups referem-se às cópias reais de arquivos e dados. A recuperação de desastres (DR), por outro lado, abrange toda a estratégia para responder a um evento de desastre e colocar os backups em ação. O DR é o guarda-chuva sob o qual os backups residem. Você pode ter uma estratégia específica de backup de dados, mas responder a um desastre significa preparar-se para o pior cenário. Quem é responsável por colocar os aplicativos novamente online? Como você gerenciará as relações com os clientes se houver uma violação de dados? A diferença entre recuperação de desastres e backups é sobre responder a esses tipos de perguntas.

Criar uma estratégia de recuperação de desastre significa determinar a prioridade da aplicação, alinhar sua política de backup à sua estratégia de recuperação de desastres, atribuir RTOs e RPOs e criar um protocolo de teste e verificação.

Compreender a diferença entre recuperação de desastres e backups se resume a entender a diferença entre uma solução (backup) e uma estratégia (DR).

Por que você precisa de uma estratégia de backup

Para entender a diferença entre recuperação de desastre e backups, vamos explicar o que são backups e como usá-los. Os backups servem para recuperar dados após uma perda, geralmente devido a exclusão ou corrupção. Cerca de 70% das empresas experimentaram ou experimentarão perda de dados devido a exclusão, falha de disco ou sistema, vírus, incêndio ou algum outro desastre. Como mencionamos anteriormente, quase metade de todas as empresas usam mais de uma forma de solução de backup e faz sentido. Se você deseja fazer backup de aplicações e dados críticos mais completa e frequentemente do que dados menos essenciais. Além disso, muitos dos sistemas que você usa provavelmente já estão com backup na nuvem e podem não exigir backups adicionais.

É importante, no entanto, ter uma estratégia por trás do que você escolhe fazer backup e como fazê-lo. Recomendamos a criação de um documento de política por escrito que descreva onde é feito o backup de suas aplicações, a cadência de backups, o schedule de operações do ciclo de vida, períodos de retenção, criptografia, armazenamento, testes, empilhamento e acesso.

Criar um plano de recuperação de desastres

Vamos recapitular, a diferença entre recuperação de desastres e backups é sobre estratégia versus solução. Um plano de recuperação de desastres é estratégico e abrange toda uma filosofia de pensamento. A criação de um plano de recuperação de desastres depende da conclusão de uma avaliação de riscos e análise de impacto nos negócios que o ajudará a identificar as aplicações e serviços críticos de TI. Em seguida, você pode criar seus RTOs e RPOs com base em seu ambiente que é exclusivo. Somente depois de concluir essas etapas iniciais, você deve iniciar o processo de desenvolvimento de um plano de recuperação de desastre que inclua os protocolos de prevenção e de resposta.

Aproveite a diferença entre recuperação de desastres e backups

A diferença entre recuperação de desastres e backups pode ser clara, mas o próximo passo é aproveitar essas diferenças para desenvolver uma estratégia abrangente de recuperação de desastres que inclua uma política de backup eficaz, envolvendo estratégias de prevenção de desastres e protocolos de resposta.

Lembre-se, 90% das empresas sem um plano de recuperação de falhas, não conseguem recuperar seus dados de forma satisfatória após um desastre. Esteja preparado criando uma estratégia de recuperação de desastres antes que ocorra um desastre. A Zoom Tecnologia pode ajudar fornecendo avaliações críticas, criando e gerenciando um plano de recuperação de desastres e monitorando seus sistemas para eventos de desastre, internos e externos.

Entre em contato conosco hoje para discutir como implementar uma estratégia de recuperação de desastre que envolve um plano de backup gerenciado

Palavras Chaves: Backup, DR, Desastre, proteção, dados, recuperação, disponibilidade.

Links Referenciais:

https://www.veeam.com/data-backup-disaster-recovery-solutions.html

https://www.commvault.com/disaster-recovery

 

Autor:
Flaviano Teodoro
IT Solution Architect | HCIE
Zoom Tecnologia

Linkedin:

Sem comentários ainda

Comentários fechados.